Projetos que defendem LIBRAS na Rede Municipal e lei em favor dos artistas locais são apresentados na Câmara

Na quinta Reunião Ordinária da Câmara, realizada na noite da segunda-feira (21), além da discussão e votação de projetos tramitantes, os vereadores da casa tiveram a oportunidade de apresentar novos trabalhos, com indicações e outras propostas de Projetos de Lei. Confira o que foi explanado pelos legisladores:

Sidney Vila Real
O vereador, líder do Executivo na Câmara, Sidney Vila Real, apresentou a indicação de um anteprojeto, que propõe a autorização do ensino da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) na Rede Municipal de Ensino, como disciplina da base curricular obrigatória, a partir do ensino infantil ao ensino fundamental. Para Sidney Vila Real essa iniciativa garantirá a inclusão das pessoas surdas, promovendo a interação e fortalecendo a convivência sadia entre os portadores desta deficiência com toda a rede educacional.
Sérgio Pereira
Para incentivar a captação de doadores de sangue no município, o vereador Sérgio Pereira apresentou uma indicação para a Secretaria de Saúde, que sugere a criação de políticas públicas, para também aumentar os indicadores de doação de sangue no banco do Hemominas. O vereador defende a criação de grupos permanentes de doadores, que deverão ter o respaldo e amparo da Saúde Pública, no transporte dos doadores e na criação e manutenção das campanhas.
Outra indicação do vereador Sérgio Pereira foi destinada para as Secretarias de Esportes e de Infraestrutura, solicitando a reforma da Quadra do Distrito de Cachoeira do Manteiga. Sérgio Pereira argumentou que o espaço tem muita importância para os desportistas da localidade e precisa de melhorias estruturais.
Leanderson Sarrá
O vereador Leanderson Sarrá, com a parceria do colega Sérgio Pereira, apresentou o Projeto de Lei que visa oficializar a contratação de artistas, grupos e bandas regionais, para os eventos realizados no município, com o uso de recursos públicos. O intuito é valorizar e incentivar a cultura e os artistas locais, com essa garantia de investimento do Poder Público, proporcionando também oportunidades para os novos talentos da terra. Segundo Leanderson Sarrá, a proposta ao ser sancionada, passará a ser denominada como Lei José de Jesus Barroso, em reconhecimento e homenagem a esse grande artista da história de Buritizeiro, que deixou um grande legado e exemplo para a cultura e identidade do povo buritizeirense.
Fotógrafo(a): Ivan Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *