Vereadores propõem empreendedorismo nas escolas, volta do esporte e Casa de Apoio para pacientes do município

Vereadora Ludimila Lôpo

A vereadora Ludimila Lôpo ao usar a tribuna, deu as boas vindas para a nova delegada de Buritizeiro, presente na sessão de segunda-feira (20/09) e apresentou a Indicação para a Mesa Diretora, para que seja formalizado um novo convite, para a autoridade policial apresentar os dados e o trabalho feito em relação à violência doméstica, no município.
Para a Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo (Semiu), Ludimila Lôpo solicitou providência para o cruzamento entre as avenidas Extremidade e Central Brasil, com a operação tapa-buracos ou recapeamento asfáltico. A vereadora também solicitou o patrolamento e limpeza na rua João Francisco Braga, no bairro Alto São Francisco e a utilização do caminhão pipa na referida rua e assim como na rua Osvaldo Machado e Avenida das Indústrias, onde conforme a legisladora a poeira tem gerado transtornos para os moradores destas vias.

Vereador Francisco Alves

Em pedido de providência apresentado, o vereador requeriu da Semiu a manutenção e reforço da iluminação do trecho da Avenida Central do Brasil, entre o acesso para a BR-365 até a rua 10. Francisco Alves Moreira revelou que há muita insegurança para os moradores, com as precárias condições atuais.

Vereador Alvimar Eustáquio

Alvimar Eustáquio, aniversariante do dia, pediu providência da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo, na troca da lâmpada de um dos postes na esquina da rua Carijós com a Avenida Central do Brasil. Segundo o vereador, foram relatados casos de assaltos no local e a falta de iluminação contribui para esses delitos.

Vereador Leanderson Sarrá

Lembrando-se da tradição e importância do esporte para o município, o vereador Leanderson Sarrá protocolou uma indicação para as Secretarias de Saúde e de Esporte, para que seja feito o estudo da viabilidade de retomar os torneios e campeonatos de futebol amador no município. O vereador fez as ponderações sobre os cuidados sanitários que devem ser mantidos, mas argumentou que a prática esportiva é também uma ação de prevenção de doenças, especialmente, no que se refere à Saúde Mental, que apresentou crescimento nos índices, com a pandemia da Covid-19.

Vereadora Juliana do Semas

A vereadora Juliana do Semas, mencionando a falta de lazer e de um espaço para a integração social, indicou para a Semiu a construção de uma praça pública no espaço entre as ruas 04 e 05 no bairro Novo Buritizeiro. Para a mesma secretaria apresentou indicação também para a adoção de medidas para conter a erosão na rua 21, no Jardim dos Buritis, no trecho entre a rua 20 e Iracema Gomes de Abreu. Juliana do Semas detalhou que o local não tem nenhuma proteção e oferece riscos para pedestres e impedem o acesso dos condutores de veículos.

Vereador Sidney Vila Real

Por meio de uma indicação protocalada para o Poder Executivo, o vereador Sidney Vila Real apresentou o anteprojeto para a inclusão do conteúdo de empreendedorismo na grade curricular da Rede Municipal de Ensino. A proposta é fundamentada, dentre outros objetivos, na necessidade de cultuar nos alunos a cidadania participativa e a capacitação prévia para atuação futura no mercado de trabalho.
O vereador Sidney Vila Real, com a explanação do seu Projeto de Lei Nº42/2021, que “Dispõe sobre a nova denominação da Avenida Dois, no bairro Recanto dos Buritis” defendeu a homenagem à Ana Alves de Almeida, falecida em 2000. Segundo o vereador, dentre as razões, está a necessidade de reconhecimento do trabalho social que prestou às famílias mais carentes do município, acolhendo e proporcionando a inclusão social.

Vereador Sérgio Pereira

Sensibilizado com as dificuldades dos moradores do município, usuários do SUS, que precisam viajar para Montes Claros, em tratamento de saúde, o vereador Sérgio Pereira, presidente da Câmara, indicou para o Poder Executivo e Secretaria de Saúde a disponibilização de Casas de Apoio, para acolher e acomodar as pessoas em Tratamento Fora do Domicílio (TFD). “Em muitos casos, além de enfrentar as viagens desgastantes, os pacientes precisam pernoitar e não têm lugar garantido para ficar. Esta é uma medida que precisa ser adotada, para amenizarmos essas dificuldades da nossa população”. Pontuou Sérgio Pereira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *